Ser corinthiano ninguém explica. Você simplesmente sente e vive. É corpo, é alma, é coração. Este é o espírito básico dos integrantes da Chapa Aqui é Corinthians! Um grupo com sentimentos nobres pelo grandioso Corinthians, mas que nasceu para ser diferente. Diferente na postura, na honra, na liberdade e na determinação. A perfeita junção entre a razão e a emoção. Com garra, paixão e discernimento, quando e onde o Corinthians estiver. Nos estádios, nas quadras, no clube, na política. Um grupo que vive intensamente o clube, e que tem entre seus integrantes frequentadores do clube há mais de 50 anos. Entre os integrantes encontramos profissionais com experiência em diversas áreas e profissões: administrador de empresas, empresário, publicitário, engenheiro, advogado, professor, comerciante, contador, repórter, compositor... Cada um com sua experiência de vida, experiência profissional e capacidade de discernimento para discutir, analisar e propor as melhores ideias em prol do Corinthians. Com o objetivo de colocar, elevar e manter o Corinthians onde é o seu devido lugar: o topo. Lugar do único e verdadeiro “Campeão dos Campeões”.

O que nos faz diferente

Vontade é importante, mas não é tudo. Nosso diferencial encontra-se acima de tudo na união e na força de um grupo que é formado por amigos, sócios, conselheiros e assessores com uma vida ativa no clube, com experiência e atuações em diversas áreas como futebol amador adulto e infantil, esportes aquáticos, esportes terrestres. A rotina dos integrantes da Chapa Aqui é Corinthians além de frequentar o clube e os estádios, inclui reuniões periódicas onde o assunto principal é o nosso glorioso Sport Club Corinthians Paulista, sempre debatendo o momento atual e no que cada um pode colaborar para um clube cada vez mais forte e vencedor. Atualmente devido ao momento político do clube A Chapa Aqui é Corinthians tem intensificado a sua rotina e seus encontros já que o objetivo do grupo é participar ativamente de forma destacada nas eleições do Conselho deliberativo e presidente do Corinthians.

A história de cada integrante

História do Corinthians

Em 1910, a cidade de São Paulo tinha exatos 375 439 habitantes, dos quais praticamente um terço eram operários. Pintores de parede, como Joaquim Ambrósio e Antonio Pereira. Sapateiros, como Raphael Perrone. Cocheiros, como Anselmo Correa. Trabalhadores braçais, como Carlos Silva. Esses cinco amigos do Bom Retiro, bairro tão operário quanto eles, resolveram fundar um novo time de futebol, inicialmente para jogar na várzea. Campeonatos, naquela época, eram coisa para “grã-finos”, como os alemães do Germânia, os ingleses do São Paulo Athletic ou os estudantes do Paulistano. Esses clubes disputavam seus jogos no Parque Antarctica ou no Velódromo (localizado onde hoje fica a confluência das ruas Nestor Pestana e da Consolação). A história oficial do Corinthians fala de um encontro à luz de um lampião, eternizado em uma placa de bronze na entrada do Parque São Jorge:

“1º de setembro de 1910. 20h30. À Rua José Paulino, esquina da Rua Cônego Martins, reúnem-se Anselmo Correa, Antonio Pereira, Carlos Silva, Joaquim Ambrósio, Raphael Perrone. E nasce o Sport Club Corinthians Paulista”.

Mais oito pessoas contribuíram com 20 000 réis e também foram consideradas sócias-fundadoras: Alexandre Magnani (fundidor), Miguel Bataglia (fiscal da Light), Antônio Nunes (alfaiate), César Nunes (pintor de paredes), Salvador Lopomo (macarroneiro), Antonio Vizzone, Emilio Lotito e Jorge Campbell (esses três viriam a abrir uma confeitaria com Magnani). Por falta de papel, a primeira ata teria sido registrada no alto de uma palheta, emprestada por um 14º personagem, João Murino, torneiro da companhia ferroviária São Paulo Railway e considerado o dândi daquele grupo. O primeiro presidente foi Miguel Bataglia, que depois de quinze dias pediu licença e se mudou para Piracicaba. Assumiu então Alexandre Magnani, que ficou no cargo até 1914.

Mas de onde veio o nome “Corinthians”? Tratava-se de uma homenagem ao Corinthian Team, da Inglaterra (assim mesmo, sem o “s”, pois “corinthians” eram originalmente seus jogadores, que aqui acabariam traduzidos como “corintianos”). Foi o primeiro clube europeu a excursionar pelo Brasil — e barbarizou com os times daqui. No Rio de Janeiro, por onde começou sua viagem, o Corinthian goleou o Fluminense (10 a 1), uma seleção carioca (8 a 1) e um combinado de brasileiros (5 a 2). Em São Paulo, os corintianos ingleses venceram a Associação Atlética das Palmeiras por 2 a 0, o Paulistano por 5 a 0 e um misto do São Paulo Athletic com o Germânia por 8 a 2. Fundado em Londres, em 1882, o Corinthian Football Club homenageava a cidade grega de Corinto, que entre os séculos VII a.C. e VI a.C. se tornou famosa pela prática esportiva. Atualmente, disputa as divisões amadoras de seu país. Jamais se profissionalizou. Em 1939, fundiu-se com o Casuals Football Club, dando origem ao Corinthian-Casuals.

O mais antigo registro existente sobre a gênese corintiana data de 22 de setembro de 1910, dia em que os jornais ‘O Estado de S. Paulo’ e ‘O Comércio de S. Paulo’ publicaram a mesmíssima nota, muito provavelmente emitida pelo próprio clube recém-organizado:

Sport Club ‘Corinthians’ Paulista. Com esta denominação supra fundou-se nesta capital mais uma sociedade sportiva, com o fim de desenvolver o conhecido e apreciado sport bretão’. Fonte: Revista Veja.

Eternamente em nossos corações


Nossas principais bandeiras

Futebol

É inegável que o Futebol é o nosso carro chefe, pois, além de movimentar as maiores somas de recursos é também a GRANDE PAIXÃO que nos une.

EQUIPES VENCEDORAS – por sua grandeza e importância, no cenário mundial, o Corinthians precisa estar sempre disputando e, majoritariamente, conquistando títulos. Portanto, faz-se imperativo e constante a busca por recursos financeiros. Hoje vetor importante de receita, as rendas dos jogos em nossa Arena, não podem ser capitalizadas. Está será uma das bandeiras da CHAPA 18 – AQUI É CORINTHIANS.

Arena

Como pagar o “impagável”?

- Ouvimos, com relativa frequência que a divida da Arena é “impagável”;

- Não podemos ignorar que uma dívida monstro de 1,8 bilhões seria impagável, se não fosse o Corinthians a potência esportiva e financeira que acalenta 33 milhões de corações alvinegros;

- Como pagar 1,8 bilhões?

Assista ao vídeo: COMO PAGAR O “IMPAGÁVEL”, em poucos minutos, de forma leve e pedagógica, conhecerá os princípios da negociação com a Odebrecht e a Caixa Econômica.

Novos Rumos

Sem a dívida da Arena, teremos, nos cofres do clube, cerca de 40 milhões / ano, com renda dos jogos, mais, aproximadamente 20 milhões, com locação internas, shows, etc...

Ao somarmos esses 60 milhões com as demais receitas, chegaremos à fabulosa quantia de 500 milhões/ano, suficiente, para o Futebol, Clube Associativo e Esportes Amadores.

Mais famílias em nosso clube

Basta breve caminhada em nossa sede social, para constatarmos, entre o público frequentador, esmagadora, presença de homens, algumas poucas crianças e somente algumas corajosas mulheres. Trata-se de desproporção brutal e chocante, que não mais se coaduna com a moderna concepção de família, onde as mulheres exigem (com todo direito) a cada dia mais espaço, direito de livre expressão e liderança.
Isso precisa mudar, lutaremos para um Clube mais HUMANIZADO e IGUALITÁRIO.

Direito de voto aos dependentes

Hoje nosso Estatuto não contempla os dependentes com o legitimo direito ao voto. Eis outra dissonância de nosso Estatuto com os valores e desejos da sociedade contemporânea. Estaremos propondo os devidos ajustes, para que os dependentes possam manifestar-se também através das urnas.

Escola Corinthians

Ainda no contexto de incentivarmos as famílias a frequentarem e participarem da Gestão do Clube, estaremos apresentando o PROJETO ESCOLA CORINTHIANS, construída nos espaços livres da sede e onde os sócios e seus filhos poderão estudar em uma Instituição de Qualidade, a preços subsidiados e com BOLSAS para os atletas.



Estas são algumas “bandeiras”, apresentadas aqui, em apertada síntese, que estaremos desfraldando, em prol de um Corinthians ainda mais gigantesco, mas, sem perder a sua essência de Clube Familiar, Humanizado e Igualitário, afinal AQUI É CORINTHIANS.

Fale conosco



Obrigado! Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Telefone: (11) 99376-4396 Email : contato@aquiecorinthians.com.br